domingo, 24 de maio de 2020

Vereador Beco realiza live falando de sua pré-candidatura nas próximas eleições

Mesmo vivenciando grande período de quarentena por conta da pandemia do covid 19, o vereador e pré-candidato a reeleição pelo Partido dos Trabalhadores (PT) de Angelim, Beco, fez na manhã deste domingo uma pequena live onde diz do seu trabalho como vereador e confirma sua pré-candidatura na tentativa de continuar tomando assento no Poder Legislativo de Angelim nas próximas eleições.


sábado, 23 de maio de 2020

Precisamos de 50 votos para afastar Bolsonaro, diz Senador Randolfe Rodrigues

Em entrevista à TV Democracia nesta segunda-feira (20), o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) afirmou que faltam 50 votos no Congresso Nacional contra Jair Bolsonaro (sem partido) para gerar o afastamento do presidente. Randolfe ainda declarou que é mais rápido destituir Bolsonaro através de uma acusação de crime comum, com ação penal correndo pelo Judiciário com eventual autorização do Congresso, do que com um processo de Impeachment no legislativo.
Confira:

GARANHUNS - Confira a atual previsão de leitos para pacientes com covid-19 no Dom Moura, UPAE e Hospital Perpétuo Socorro, em Garanhuns, segundo planejamento do Governo do Estado


Seguindo o compromisso de expandir a assistência aos pacientes com suspeita ou confirmação de Covid-19, o Governo de Pernambuco tem atuado fortemente no Agreste Meridional do Estado, destinando recursos para as ações nas unidades estaduais e serviços contratualizados, abrindo leitos exclusivos na região para tratamento contra o novo coronavírus, além de reforçar as escalas de plantão dos serviços de saúde estaduais. Somente em Garanhuns, nos próximos três meses, serão investidos cerca de R$ 10 milhões pelo Governo de Pernambuco na assistência aos moradores da Região.

O Hospital Regional Dom Moura (HRDM), referência para todos os municípios da Região, abriu 18 leitos de enfermaria para Covid-19 (10 adultos e 8 pediátricos). A unidade também conta com 10 leitos de suporte para pacientes adultos em estado mais grave. Além disso, ainda está prevista, para os próximos dias, a chegada de 10 respiradores para estruturação desses leitos, que passarão a contar com suporte total para UTI.

Já na Unidade Pernambucana de Atendimento Especializado (UPAE) de Garanhuns já estão em funcionamento 10 leitos de enfermaria e 8 leitos de UTI exclusivos para pacientes diagnosticados com o novo coronavírus. A unidade ainda foi reforçada com uma ambulância avançada, equipada com suporte de terapia intensiva e até este sábado (23.05) o serviço deve abrir mais 2 vagas, totalizando 10 leitos de UTI na unidade voltados exclusivamente para casos da doença. 

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) também está em negociação com a Casa de Saúde Perpétuo Socorro, estabelecimento privado em Garanhuns, para a contratualização de 20 leitos de enfermaria e 10 leitos de UTI exclusivos para a Covid-19.

Para reforçar a assistência nas unidades estaduais mais de 200 profissionais também foram contratados e convocados, entre médicos especialistas em clínica geral, fisioterapeutas em terapia intensiva, enfermeiros (assistenciais e uteístas), técnicos de enfermagem e outros profissionais de saúde.

“Nós já estamos observando a chegada da doença em várias cidades do interior, em algumas, inclusive, com números expressivos de casos. Por determinação do governador Paulo Câmara, estamos atentos e vigilantes, junto às Geres e as secretarias municipais de Saúde, trabalhando incansavelmente para garantir a estrutura necessária na rede de saúde no interior do Estado. *Já conseguimos abrir mais de 400 leitos no interior pernambucano*. É preciso ressaltar, no entanto, que de nada adiantará os esforços do Governo de Pernambuco, se não tivermos uma luta conjunta de toda a sociedade, com participação das prefeituras e conscientização da população”, pontua o secretário estadual de Saúde, André Longo.

*ATENDE EM CASA -* O Atende em Casa, ferramenta lançada pelo com o objetivo de passar orientações para a população com sintomas gripais, já está presente em 80% dos municípios do Agreste Meridional. Até agora, são contemplados com a iniciativa os moradores das cidades de Águas Belas, Bom Conselho, Brejão, Caetés, Calçados, Canhotinho, Capoeiras, Correntes, Iati, Garanhuns, Jucati, Lajedo, Palmerina, Paranatama, Saloá, São João e Terezinha. A expectativa é que, nos próximos dias, a ferramenta seja expandida para os municípios de Itaíba, Lagoa do Ouro, Angelim e Jupi.

O Atende em Casa conta com profissionais de saúde que orientam os usuários sintomáticos, seja para manter o isolamento domiciliar ou, após uma teleorientação feita por profissional de saúde, fazer a busca qualificada por um serviço de saúde mais próximo da sua casa. O aplicativo, disponível pelo site www.atendeemcasa.pe.gov.br e para smartphones com sistema Android, permite que médicos, enfermeiros ou residentes médicos façam videochamadas e orientações aos usuários. 


IMPRENSA DA SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE

quinta-feira, 30 de abril de 2020

Primeiro caso de Convid em São João é de um rapaz de 21 anos

O município de São João registrou esta semana o primeiro caso de Covid-19. Um jovem de apenas 21 anos, que trabalha viajando muito, por diversas cidades.
Através da nota, a Secretaria de Saúde de São João confirmou o fato.

quarta-feira, 29 de abril de 2020

O prêmio Nobel da ignorância

Por Cláudio Soares
"E daí? Eu sou Messias, mas não faço milagres", reagiu o mais ignorante presidente da história da República, seu Bozo, candidato ao maior Prêmio Nobel da Idiotice. O disparate se deu ao responder a pergunta de um jornalista sobre as razões de o Brasil já ter passado a China em número de casos e mortes pelo coronavirus. Não teve discurso. Foi uma fala de um idiota. É um Inescrupuloso. Debocha das famílias que perdem seus entes queridos e dos profissionais da saúde. Não tem postura de presidente da República. É paranóico, louco, imbecil.
Falastrão, incompetente e cafajeste. Os fanáticos que defendem a fala dele são analfabetos políticos. Bolsonaro precisa ser internado no hospital de psiquiatria, junto com seus seguidores paranóicos. "E daí? Bolsonaro não tem qualquer empatia por outros seres humanos? Despreza vidas e não tem responsabilidade para ser presidente. "E dai? Bolsonaro deve renunciar ao cargo de presidente? Ele renunciou aos brasileiros e à lei e só pensa no poder familiar.
Advogado e jornalista.

Queremos uma resposta, seu governador!

Pernambuco amanheceu atônito e apreensivo na manhã de sol desta quarta-feira de quarentena. O rastro da destruição de vidas puxado pelo coronavírus é um convite à uma grande reflexão. Somos  um dos maiores centros de mortandade do planeta Brasil.
A luz vermelha acendeu mais cedo do que esperávamos. Pernambuco ê a sétima população do Brasil, o terceiro Estado em número de óbitos pelo Covid-19. O que está acontecendo? Onde Pernambuco está errando? 
Minas Gerais, Paraná, Bahia e Rio Grande do Sul estão fazendo uma gestão da saúde bem melhor do que Pernambuco. E os números são contundentes, não mentem: Pernambuco tem 508 óbitos, a Bahia 87, o Paraná 77 , Minas Gerais 71 e o Rio Grande do Sul, 45. 
Por que Pernambuco, com uma população bem menor,  tem 11 vezes mais casos do que o Rio Grande do Sul? Onde estamos errando?
O que precisamos fazer? 
São perguntas que se repetem e que todos os pernambucanos gostariam que fossem respondidas. 
O povo está abandonado e lutando sem planejamento e sem rumo. 
Precisamos de informações e esclarecimentos, o que esse governo se apresenta incompetente para responder. Por que a Bahia perdeu 87 vidas e Pernambuco já ultrapassou a casa das 500? Cada cidadão está com sua vida em risco. 
Responda, seu governador!

sábado, 28 de março de 2020

Covid-19: brasileiros presos no Peru pedem socorro

Por Arthur Sandes, do Uol
Ao menos 73 brasileiros esperam há vários dias em Lima, no Peru, que o Itamaraty organize a repatriação para o Brasil.  Em meio à pandemia do novo coronavírus, alguns deles gastaram até R$ 11 mil para sair do interior e conseguir ir à capital do país vizinho. Agora todos estão distribuídos por hostels e hotéis e, sem nenhum voo previsto, vivem a angústia de não saber quando poderão voltar para casa. 
"Eu cheguei a um ponto em que estou sem dinheiro, não tem como sair para comer, no supermercado não tem mais nada, e a embaixada está enrolando a gente, falando que não tem voo", reclama o cineasta Eduardo Freitas, de 44 anos, que tenta voltar a São Paulo.
Ele e um amigo estavam na cidade de Lobitos, no extremo norte do Peru, quando foram surpreendidos por uma decisão do presidente Martín Vizcarra: o fechamento das fronteiras do país para tentar conter a covid-19. Com as estradas bloqueadas pelo Exército peruano, os brasileiros não poderiam se deslocar sem uma autorização da embaixada brasileira.
"A autorização demorou quase uma semana", conta Eduardo, que conseguiu se reunir com outros brasileiros para ir até a capital Lima. "A van nos cobrou R$ 11 mil para um trajeto de mil quilômetros; estávamos em dez pessoas. Eu liguei para a embaixada dizendo que é um absurdo deixar a gente aqui, pagando hotel, gastando um dinheiro que a gente não tem, mas disseram que não tem o que fazer, que é a única maneira", reclama.
Até Lima, foram 20 horas em uma van "caindo aos pedaços", segundo contam. "Tivemos que esperar a autorização, porque o Exército montou barreiras, e, sem os papéis, a gente não podia nem ir de uma cidade para outra", explica Gabriela Silveira, que estava no grupo junto com o marido Jessé. "Passamos por sete ou oito controles, em todos nos pediam documento, faziam perguntas, olhavam o passaporte... Por isso a viagem demorou o dobro do que demoraria normalmente."
Após alguns dias de quarentena forçada em Lobitos e a viagem de van, em Lima o grupo se juntou a outras dezenas de brasileiros que aguardam a repatriação. Havia a promessa de um voo hoje, o que há não ocorrerá.
"Já gastamos um dinheiro absurdo para vir até Lima, todos fizemos os maiores sacrifícios possíveis com a esperança de voltar para o Brasil, mas simplesmente não há voos", desabafa o empresário Antônio Carlos Chagas, que estava no Peru a trabalho e teve o voo de volta cancelado em meio à confusão. Agora, ele também aguarda o Ministério das Relações Exteriores resolver o caso.
"O que falta é transparência; a embaixada não está sendo transparentes com a gente. Eles pura e simplesmente não nos dizem qual é a razão de não haver voos. Falta respeito. O que deixa a gente angustiado aqui não é efetivamente esperar dois ou três dias a mais, é não ter uma posição honesta e direta do que está acontecendo", reclama Antônio Carlos.
 "A verdade é que estão enrolando a gente. Já estamos aqui cinco dias a mais do que a embaixada disse que ficaríamos", critica Eduardo Freitas.
Embaixada diz estar negociando com companhias 
Procurada, a embaixada do Brasil no Peru preferiu não se pronunciar. Em uma nota publicada nas redes sociais, informa que não há voo confirmado neste final de semana para repatriação de brasileiros que estejam no Peru. A Embaixada diz que o Itamaraty está em "intensas negociações" com companhias aéreas, mas abre a possibilidade de a repatriação acontecer por via terrestre.
Então, se eu quiser chegar em São Paulo, vou ter que atravessar o sul do Peru inteiro, atravessar a fronteira, ir até Rio Branco e de lá tentar pegar um voo para São Paulo. Mas quem garante que terá voo de Rio Branco para São Paulo?", questiona Antônio Carlos. 


Em contato com a reportagem, o Ministério das Relações Exteriores reforçou "estar focado em negociar com as companhias aéreas e com os governos locais para lograr solução, o mais rapidamente possível". O Itamaraty afirma ter ajudado a repatriar 1.049 turistas brasileiros que estavam no Peru no início da pandemia de covid-19.